GRUPO SOCIALIZANDO

Início » Artigos » Política agora

Política agora

Anúncios

servletrecuperafoto

Felipe Feijão

Grupo Socializando

 

Imagem: Internet 

O Brasil está atravessando uma situação difícil. Essa afirmação é retratada diariamente nos jornais, na televisão e na internet. Mas parece que de uns tempos para cá, essa situação difícil piorou de uma forma crítica e lamentável. O governo provisório até então não disse a que veio, daí o discurso inaugural precisar urgentemente sair do papel e ser efetivado. A situação de instabilidade política mostra seu generoso reflexo num impasse de mudança de cargos ministeriais do dia para a noite.

Em pouco mais de um mês à frente do País, o governo Temer não possui a mesma configuração de ministérios que possuía quando tomou posse. Até agora já caíram três ministros. Isso gera, na cena política, um desenvolvimento negativo que descamba como consequência da tomada de decisão de saída dos cargos nas investigações da Lava Jato.

Numa palavra, parece que o Brasil passa por uma depressão cívica. Os ocupantes dos cargos públicos mais elevados estão sob a onda de investigação. O governo temporário parece não inspirar a esperança de que o povo brasileiro precisa para vislumbrar, nesse tempo de transição (ou não tão transição assim), novos rumos. Indubitavelmente, o que não pode acontecer é que retrocessos sejam concebidos de forma normal, muito menos que se mascarem de outros motivos não explicitados à população. Todas as conquistas já obtidas ao longo de anos, que positivamente beneficiaram o cenário social, devem ser mantidas e, além disso, aperfeiçoadas de modo que, mesmo imerso numa profunda crise, o País progrida ao invés de regredir.

Mesmo possuindo um estilo diferente do governo Dilma, o governo interino que se aparenta a um estilo de política velha conhecida, precisa reconhecer o que, socialmente através de constatações, melhorou a vida dos brasileiros. E quanto ao processo de impeachment, é melhor deixar os comentários para um momento próximo mais oportuno. A esperança de todos numa visão otimista é a de que após passar por esse percurso doloroso, o Brasil aprenda com essa crise e melhore. Em meio a todo esse caos político de impeachment, de governo interino, de queda de ministros, de pedidos de prisão, há sim alguma solução que satisfaça o restabelecimento do ordenamento num sentido ao menos na normalidade das coisas. Como diz a sabedoria popular: “há males que vêm para o bem”.
O povo está sedento de um nome emblemático que mais do que uma figura ideal represente de fato um novo rumo na história do Brasil. Com esses nomes que estão aí? Impossível!

Felipe Augusto Ferreira Feijão
Estudante

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: